El Poder de Elegir: o projeto colaborativo de verificação de fato, desde Colômbia para América Latina

O Poder de Eleger é um projeto para monitorar e verificar a informação políticas que circula através do WhatsApp durante o período de campanha das eleições presidenciais de 2018. Propõe-se monitorar e verificar em tempo real as informações que circulam através deste serviço de mensagens, relacionados a candidatos e eleições, a fim de ser um projeto líderes no debate sobre estratégias de manipulação de eleitores, envolvendo a sociedade civil. A Chicas Poderosas Colombia também dará ao público informações verificadas que permitam aos cidadãos entender o clima político e tomar decisões informados.

O primeiro passo para consolidar El Poder De Elegir foi em 11 de agosto de 2017, quando a equipe da Chicas Poderosas Colômbia organizou um workshop onde foram convidados 40 participantes, principalmente mulheres de diferentes territórios da Colômbia. O objetivo do workshop foi o treinamento em ferramentas de monitoramento e reflexão sobre os desafios da cobertura eleitoral. Além disso, foi organizada uma rede colaborativa de jornalistas interessados ​​em cobrir a votação em tempo real. Nesta oportunidade, Claire Wardle, diretora de First Draft e Nic Días, especialista em dados e computação, compartilhou técnicas incríveis de verificação de informações avançadas em redes sociais, usando a linguagem de programação Python. Maria Teresa Ronderos, diretora do programa independente de jornalismo da Open Society Foundation, também nos acompanhou.

Anote! Como conclusão deste workshop, tivemos as aulas on-line com Nic Días sobre monitoramento de redes sociais. Para saber mais, clique aqui.

 

O problema da desinformação e o impacto na tomada de decisões dos cidadãos.

Em média, uma pessoa média gasta 455 minutos de seu dia consumindo grandes quantidades de informações nas redes sociais. De acordo com o Ministério da Tecnologia e Telecomunicações da Colômbia, 60% dos colombianos usam regularmente o WhatsApp. Na Colômbia, os resultados do Plebiscito (votações de Acordo de Paz em 2017) apresentaram novos desafios para a mídia e os cidadãos. As mensagens virais que circulavam no WhatsApp antes e durante o plebiscito demonstraram que as estratégias de medo e manipulação, que procuravam desinformar, espalhar dúvidas e aumentar a incerteza generalizada em um país já polarizado, foram decisivas na tomada de decisão dos eleitores.

O contexto social da polarização política e da desinformação para persuadir o eleitor através das redes sociais não é novo, mas a diferença substancial nos últimos anos foi a exposição do poder da WhatsApp, não só para persuadir as pessoas, mas para ampliar essa persuasão rapidamente entre grandes grupos.

O desenvolvimento de ferramentas para monitorar plataformas como Facebook e Twitter tem sido amplamente explorado há anos. No entanto, a WhatsApp é uma plataforma que, devido às suas características de criptografia, torna o processo mais complexo.

É difícil obter uma contagem exata das mensagens virais que circulam na plataforma. Houve iniciativas que contemplam o WhatsApp como um meio de colecionar strings para verificar, mas existem poucos modelos de cheques colaborativos nesta plataforma e há pouca exploração visual para enviar a mensagem verificada com eficiência. É nesse sentido que este projeto é pioneiro no monitoramento das eleições presidenciais usando o WhatsApp como principal meio de comunicação entre o usuário e o jornalista.

A nossa metodologia:

Como parte do modelo, desenvolvemos um guia de metodológica que pretende ser replicada por diferentes capítulos das Chicas Poderosas na América Latina. Exploramos os critérios editoriais que devem ser tomados ao decidir o que verificar, o uso de plataformas existentes, a adaptação de novas plataformas e o desenvolvimento de estratégias de comunicação para disseminar informações. Aqui compartilhamos com você nosso passo a passo metodológico.

Se você quer que nós o ajudemos a conhecer a veracidade da informação, siga estas etapas:

1. Assine enviando uma mensagem via Whatsapp para o número (21) 981405658.
2. Envie-nos a mensagem que deseja que verifiquemos com as informações da pessoa que o enviou.
3. Você continuará a receber verificações de outras mensagens que recebemos desta forma.

Participe! Todos nós temos #elpoderdeelegir.

 

O desafio de trabalhar com o WhatsApp

O WhatsApp é uma rede com muito poder para divulgar informações e alcançar. No entanto, é sabido que é uma gaveta fechada, difícil de monitorar e seus recursos de segurança tornam difícil acessar dados automaticamente para obter medições de tráfego ou escopos. Diante disso, o desafio é projetar uma metodologia que permita obter dados manualmente e gerando proximidade com o público. Saiba mais sobre as descobertas e aprendizados do processo.

 

Choose Language
Follow Us
Search
Latest Tweets