Aceleradora America Latina Brasil

Mulheres líderes latino-americanas começam a impulsionar suas startups de jornalismo independente

By on January 11, 2019

Arte by Estefani Campana

 

Chicas Poderosas, uma comunidade global que promove a liderança feminina e gera conhecimento para o futuro da mídia, inicia na segunda-feira 14 de janeiro a segunda edição do seu acelerador de mídia independente, New Ventures Lab, em São Paulo, Brasil.

Neste ano, nove projetos inovadores focados em questões de gênero, alfabetização midiática, sexualidade e verificação de informações, entre outros, foram selecionados para receber orientação e treinamento por 20 semanas, por meio de reuniões virtuais e presenciais. Os líderes desses meios de comunicação baseados no México, Argentina e Brasil participarão de uma semana imersiva com workshops sobre modelos de negócios, gerenciamento de projetos e inovação, com especialistas internacionais.

“Nos últimos cinco anos Chicas Poderosas vem impulsionando o crescimento de mulheres que trabalham na mídia, chegando hoje a 18 países, gerando impacto na indústria e promovendo a igualdade de gênero”, afirma Mariana Santos, presidente da Chicas Poderosas. “Com o Laboratório New Ventures, continuamos trabalhando para alcançar uma indústria mais diversificada, apoiando a inovação, o jornalismo independente e a liderança feminina na América Latina.”

O New Ventures Lab é o primeiro acelerador de mídia independente liderado por mulheres. Usando a metodologia do design thinking, as equipes desenvolverão modelos de negócios sustentáveis ​​que serão apresentados aos potenciais investidores no final do programa. As empresas que participaram da primeira edição do New Ventures Lab melhoraram sua gestão, seu planejamento estratégico e consolidaram suas equipes.

Os projetos selecionados para este ano são:

 

Az Mina – Brasil

A revista Az Mina usa a informação como arma para combater a desigualdade de gênero. O time composto pela CEO Carolina Oms, a editora-chefe Thais Folego, a editora e repórter Helena Bertho e a diretora de arte Larissa Ribeiro já vem fazendo barulho no meio de mídia independente brasileiro e agora buscam ainda mais força para combater o autoritarismo e o machismo. Abaixo o patriarcado em 2019!

Facebook: https://www.facebook.com/revistaazmina

Twitter: https://twitter.com/revistaazmina

Instagram: https://www.instagram.com/revistaazmina/

BEBA – Argentina

Este equipo  de comunicadoras argentinas está ajudando a compor o cenário efervescente das discussões feministas na Argentina. Esses últimos anos foram agitados e com progressos, mas elas acreditam que ainda há muito o que percorrer no que diz respeito à educação sexual e ao feminismo para os jovens. E para ajudar, pretendem fazer uso de muitas plataformas, recursos visuais e tecnologias. Em 2019, a CEO do projeto Emilia Ruiz de Olano, a editora-chefe Ayelén Cisneros, a gerente de comunidades Ana Montes e a designers líderes Silvina Galzerano, Lucía Olmos, Agostina Cincotta e Camil Camarero querem crescer e dominar o mundo.

Facebook: https://facebook.com/somosbeba

Twitter: https://twitter.com/somosbeba

Instagram: https://www.instagram.com/somosbeba/

El Placer de Saber  – México

Este coletivo independente vem do México para discutir a sexualidade com jovens e adultos de forma didática e atrativas, deixando o tabu de lado e alcançando uma vida mais saudável e esclarecida para todos. E como farão isso? Construindo uma plataforma que conecta profissionais sobre sexualidade e estimula que trabalhem juntos e também divulguem seus trabalhos a fim de que monetizem. Em 2019: Claudia Gutiérrez Montaño e Paulina Guijarro Núñez querem lançar uma nova plataforma e engajar ainda mais gente interessante em sua comunidade.

Facebook: https://www.facebook.com/Elplacerdelsaber/

Twitter: https://twitter.com/placerdelsaber

Instagram: https://www.instagram.com/elplacerdelsaber/

Eté Checagem – Brasil

Eté Checagem ingressou na luta contra as fake news em 2018 para defender os direitos humanos, a população LGBTQi, negra, mulheres e jovens. Usando o Facebook, Twitter e Whatsapp, postavam o resultado das investigações jornalísticas, tornando-se uma das vozes de suporte à informação de qualidade. As jornalistas Viviane Tavares, Leila Salim e a produtora Mariana Medeiros querem desenvolver o Eté Checagem com modelo de negócios e descobrir que fontes de renda são viáveis para o projeto. Indo além, querem treinar mulheres e meninas para desenvolver seus projetos de verificação.

Facebook: https://www.facebook.com/EteChecagem

Twitter: https://twitter.com/ete_checagem

Fiquem Sabendo – Brasil

– Fiquem Sabendo se auto intitula agência de dados independente que tem a proposta de divulgar informação de interesse social que o poder público não dá publicidade. A missão deles é democratizar o uso da Lei de Acesso à Informação (LAI) – dispositivo similar ao que ocorre com o Ato pela Liberdade de Informação (FOIA) nos Estados Unidos. Com isso, promover uma cultura de transparência e controle social.  Maria Vitória Ramos, líder do projeto, e Luiz Fernando Toledo , gerente do projeto, querem estruturar o negócio financeiro e torna-lo sustentável. E, claro, esperam que mais cidadãos, jornalistas e pesquisadores conheçam a LAI e fomentem mudanças positivas na sociedade.

Facebook: facebook.com/fiquemsabendo

Twitter: https://twitter.com/_fiquemsabendo

Instagram: https://www.instagram.com/_fiquemsabendo/

 

Garotas que Gozam – Brasil

Que a educação sexual seja naturalizada, es o objetivo deste projeto. E vão fazer uso de podcast para fomentar discussões baseadas no autoconhecimento e no conhecimento do corpo. O convite é para que profissionais da sexualidade e mulheres estejam juntas nesta conversa, com muita leveza e humor. Mariana Nagem e Bianca Jhordão forman el equipo de Garotas que gozam. Esperam que venha um 2019 de autoconsciência e respeito às diferenças.

Mídia Makers – Brasil

Este time carioca quer levar tecnologia para as salas de aula e transformar cada aluno e professor em um produtor de mídia. E quem consegue escapar das ferramentas de busca e das mídias sociais atualmente? Midia Makers pretende encurtar a distância entre a escola e a vida tecnológica do aluno em casa, tornando tudo mais moderno e atraente, sem esquecer de mencionar o quão urgente é tornar todos alfabetizados para lidar com os novos fenômenos da mídia digital. A CEO Mariana Ochs, juntamente com a estrategista de conteúdo Nayse Lopez e o designer Rodrigo Moura querem, em 2019, ver todos os segmentos da sociedade engajados em apoiar uma sociedade saudável, ética e democrática através da comunicação.

Facebook: https://www.facebook.com/midiamakers/

Twitter: https://twitter.com/MidiaMakers

Modefica – Brasil

Fundado por Marina Colerato e contando com a repórter Juliana Aguilera, a plataforma de conteúdo tem a ambição de engajar o público numa nova forma de produzir, consumir e se organizar sócio e economicamente para que haja uma sociedade mais próspera.  E a discussão passa por Moda, Gênero e Sustentabilidade. O portal de conteúdo já tem uma trajetória de conquistas, realizando conversas on e off-line e campanhas bem sucedidas de crowdfunding. Para 2019 o que desejam? Mais resiliência para continuar engajando o público nesse novo estilo de vida.

facebook: https://www.facebook.com/modefica/

instagram: https://www.instagram.com/modefica/

 

ONG Casa Mãe – Brasil

Alexia Santi, Júlia Vianna, Ana Meigger, Thaiz Leão e  Zá Coelho compõem o time da Casa Mãe, organização sem fins lucrativos que busca tornar a maternidade numa experiência mais saudável e também mais igualdade para as mulheres. Em 2019, querem aprender a como tornar o negócio delas sustentável e, Amém, entrando dinheiro no caixa.

 

 

 

 

❤️Compartilhar é cuidar❤️

Se você estiver interessado em escrever uma história ou fazer uma entrevista sobre o New Ventures Lab, por favor escreva para hola@chicaspoderosas.org

TAGS
RELATED POSTS
Donate
Choose Language
Follow Us
Search
Latest Tweets
  • Les invitamos a formar parte del laboratorio, donde tendrán la posibilidad de potenciar sus ideas y proyectos. Entr… https://t.co/Z5GfPVgqLb

    Tweeted on 05:35 PM Feb 17

  • When we want to find out what opportunities are available for women journalists, we check out @IJNet's website. W… https://t.co/Rgaj1pEEfS

    Tweeted on 09:25 AM Feb 14

  • RT if you believe that #GirlPower can change the world (or the world of media), as we do 💪🏽💜 #feminism #womenhttps://t.co/9U8SmJcL2b

    Tweeted on 04:11 AM Feb 13