PodCast Portugal

O poder vai chegar-te aos ouvidos

By on outubro 20, 2017

Chicas Poderosas Portugal lançam podcast em parceria com a Antena 3

Foi lançado esta terça-feira, 17 de Outubro, o primeiro episódio do Chicas Poderosas Podcast. É um projeto pensado e produzido pelo Chicas Poderosas Portugal, um movimento para dar mais ferramentas a meninas e mulheres, que quer mudar o mundo #MiudaAMiuda.

Como todos os projetos com o selo ‘Chicas Poderosas’, este tem como base a colaboração. Assim, a produção e edição do podcast está a cargo da jornalista Catarina Marques Rodrigues, e conta com o apoio da Antena 3, em cujo site serão disponibilizados todos os episódios, todas as terças-feiras. O logotipo ficou nas mãos da designer Maria Câmara Pestana.

 

“O podcast vai ter duas vertentes principais: a primeira é dar voz a projectos e pessoas inspiradoras. A segunda é falar de temas que nos afetam diariamente, com convidados que não seriam os mais óbvios”, explica a jornalista.

 

Entre os primeiros entrevistados estão Sandra Correia, fundadora da Pelcor e do Women’s Club, a falar sobre partilhar para multiplicar e o alpinista João Garcia para falar sobre o Medo. O podcast estará disponível todas as terças-feiras, nos sites das Chicas Poderosas e da Antena 3.

Siga as Chicas Poderosas nas redes: Twitter, Facebook e Instagram.

Para mais informações, por favor contacte chicaspoderosasportugal@gmail.com

Fotos do lançamento aqui.

 

Mariana Barbosa entrevista Catarina Marques Rodrigues:

Mariana Barbosa com Catarina Marques Rodrigues, jornalista, produz o Chicas Poderosas Podcast

Chicas Poderosas Podcast: O que vem a ser isto?

Como surgiu a ideia de criar o podcast Chicas Poderosas e com que objetivo?

A ideia surgiu de conversas entre toda a equipa. Queríamos dar voz a pessoas com um percurso que nos pode motivar, com um projeto que pode influenciar outras raparigas a alcançar os seus objetivos. Temos as ferramentas e a tecnologia ao nosso alcance. O que pode ser melhor do que levar as histórias connosco no bolso, disponíveis para ouvir a qualquer altura? A partir daí, foi como tudo nas Chicas: colaboração, energia, bater a portas e fazer acontecer.

Como foi construído o jingle do podcast?

O jingle é feito de várias músicas e sons que representam Chicas Poderosas. Aqueles primeiros segundos têm de ser fortes e têm de agarrar quem nos ouve, e todos e todas nós reconhecemos pelo menos um daqueles sons.

Que tipo de espaço é este?

No Chicas Poderosas Podcast há espaço para dar a conhecer pessoas com algo para ensinar, com uma experiência para partilhar, com projetos de sucesso. Queremos ouvir pessoas que nos ensinem a sermos melhores, sempre de uma forma honesta. Não temos medo de perguntar, não temos vergonha de não saber — vamos fazer as perguntas que todas fazemos a nós próprias. Vamos pegar em assuntos que nos afetam diariamente e vamos desconstruí-los. Há, por exemplo, um episódio sobre o Medo.

De que maneira pode, por um lado inspirar a fazer como os entrevistados e, por outro, a replicar o conceito?

A linguagem simples e sem rodeios irá ajudar. Este é um espaço de partilha e de confiança. Convidamos, por isso, toda a gente a dizer-nos o que é que gostavam de ouvir no nosso podcast. Podem enviar todas as sugestões para chicaspoderosasportugal@gmail.com.

 

Chicas Poderosas Podcast: O logo

Maria Câmara Pestana, designer, criou o logo e toda a imagem gráfica relacionada com o podcast

Qual era a ideia por trás do logo Chicas Poderosas Podcast?

Queríamos  passar uma imagem “cool” que fosse fiel à personalidade das Chicas Poderosas e que ilustrasse obviamente o podcast. Queria dar-lhe uma voz atrevida, feminina e sobretudo que fosse memorável.

 

Como criaste a declinação de um Chicas Poderosas Portugal para um logo mais adaptado a um produto como um podcast?

Tive de isolar os dois. Embora a organização seja a Chicas Poderosas Portugal, os podcasts deviam ter um branding próprio. Mantive claro alguns elementos da marca Chicas Portugal (como o cor de rosa e a tipografia CP), mas quis que os podcasts tivessem uma identidade própria, que fosse “self-explanatory”.

 

Porque escolheste esta imagem e estas cores?

Não foi nada fácil chegar a esta imagem. O processo levou várias iterações. Comecei por complicar e tornar mais complexas ideias simples do que é um podcast para depois simplificá-las ao máximo. A boca foi a imagem que acabou por ter mais força e representar melhor a ideia da voz activa das Chicas.

Quanto às cores quis manter o caráter feminino e por isso o cor de rosa foi uma escolha imediata. O roxo é muitas vezes associado a poder e ambição, características essas também do movimento CP e das convidadas que vão dar o seu testemunho nestes podcasts.

Conheça mais do trabalho da Maria aqui.

Agradecimentos especiais a Eliana Vaca pela sua orientação em design gráfico. Para saber mais sobre o seu trabalho, clique aqui: www.uvavaca.com

 

 

TAGS
RELATED POSTS
Donate
Choose Language
Follow Us
Search
Latest Tweets